28
dez
08

Novo endereço… a mesma autora/blog… a mesma linha de raciocínio com novas experiências!

Há 2 semanas deixei de atualizar diariamente o meu espaço BLOGDATI aqui na plataforma do Word Press, pois comecei a transferí-lo para meu próprio domínio e suporte de um novo espaço para blogs modernos, criativos e femininos, o Caixa de Pandora.com.br

Aos poucos irei retirar os textos e imagens já publicados aqui no blogdati.wordpress.com e eles poderão ser lidos, relidos e comentados apenas no novo endereço, que é blogdati.com

Por favor, redirecione sua busca e continue acompanhando meus textos e as experiências vividas por mim e minha pequena família no Rio de Janeiro, no nosso dia-a-dia, nas nossas viagens de férias e especialmente em nossas descobertas de vida, sempre carregadas de opinião.

Fico feliz por sua participação e interesse. Um grande abraço, Tiffany

18
dez
08

Bebês crescendo, andando e falando…

Li na Crescer, hoje a tarde, sobre essa fase do décimo para o décimo primeiro mês de vida dos nossos bebês:

garotinho de pé em foto da Revista Crescer on line 10 a 11 meses

 O desejo de ficar em pé é incontrolável. Para isso, o bebê precisa de três pontos de  apoio – duas pernas e um braço, dois braços e uma perna ou dois pés e o apoio do  tórax em algum lugar. Ao ficar em pé, a dimensão de mundo da criança se amplia.  Os  olhos de um bebê que engatinha ficam a 22 centímetros do chão. Em pé, a  distância  aumenta para, no mínimo, 50 centímetros, ou a altura dele. Muitos pais  colocam o  filho no andador. “Está errado. A criança poderá ter quedas mais  freqüentes ao andar  porque não fortaleceu como deveria a musculatura da perna”,  avisa Lembo.

 O CJ está exatamente assim… atento a tudo que as novas perspectivas da campo de  visão oferecem. Ele vê o mundo com mais alegria porque, obviamente, agora em pé  enxerga muito mais coisas. Ainda não anda sozinho, mas desde os oito meses  pra cá  está  evoluindo muito bem no quesito passinhos. Agora está dando  passos firmes  enquanto se  apóia nos móveis e assim que sente certa segurança, se  solta… logo  depois, cai! Mas,  está no caminho certo. Em breve, além de sujar o joelhinho das roupas, vai se sujar inteiro, porque, tenho certeza, quando começar a “andar solto” não haverá quem o segure… Aí vamos ver se o OMO limpa mesmo, porque essa mãe aqui vai deixar a criança se sujar à vontade, hehehe.

Nosso pequeno também está falador. Desde os 8 meses tem dito “mamã” pra mim e “dá,dá” quando quer mamar, apenas isso. Mas, recentemente, a linguagem dos bebês tomou conta de nossos dias e rende “conversas animadas” entre o CJ e seus brinquedos, assim como entre ele e os pais, ah… e claro, entre ele e alguns personagens de televisão porque conversar com o desenho favorito ou com alguma atriz de novela, está virando passatempo pra nós.

Mas, enfim, sobre a fala, quando dei uma espiandinha rápida do site da Crescer, eles traziam uma curta materinha dizendo assim:

Como o bebê aprende a falar? 
Ouvindo conversas, tentando imitar os sons, praticando e dando significado a cada palavra. Por isso, não é aconselhável conversar de forma infantilizada com a criança, pois ela ficará sem referência do que é correto. Também não é o caso de corrigi-la a cada tropeço. Basta repetir o que foi dito do jeito certo. 

De que forma evolui a fala? 
Entre 2 e 4 meses, o bebê pronuncia sons guturais. Lá pelo oitavo mês, é capaz de dizer sílabas simples, que só exigem a movimentação dos lábios, como “ma” e “pa”. Com cerca de 10 meses, essas sílabas se tornam mais elaboradas e ganham significado: papá é a comida, por exemplo. Por volta de 1 ano e meio, surgem pequenas frases com duas ou até três palavras. Aos 3 anos, a criança consegue manter uma conversação. Seu vocabulário pode alcançar cerca de 900 palavras. 

Que estímulos são bons? 
O principal é conversar muito com o bebê desde o nascimento. Ler livros para as crianças também é muito importante. As historinhas, além do estímulo que representam à imaginação, aumentam o vocabulário e a curiosidade sobre a linguagem. Cantar é outro bom estímulo. Leva a criança a perceber as sílabas, o ritmo e a entonação das palavras. 

E se a criança demora a falar? 
Se ela não diz nenhuma palavra até os 2 anos, talvez exista algo errado. Um especialista poderá analisar se o problema é apenas físico ou se indica falhas na audição ou nos processos cognitivos do cérebro. Quanto mais rápido for feito o diagnóstico, menores serão os prejuízos para a comunicação.

18
dez
08

11 meses de vida intensa

 

CJ com mamãe Ti e papai Ju Nosso pequeno CJ completou 11 meses hoje. Inacreditável, estamos a  apenas 30 dias do tão sonhado “1 aninho”. Meu Deus, parece que foi  ontem que estava levando-o em meu ventre, reclamando dos inchaços  da gestação e do calor insuportável da cidade do Rio em alto verão…  hoje, começo a dar razão às mães que dizem para aproveitarmos o filho  enquanto bebê, pois realmente eles crescem muito depressa…

 Ainda há pouco, meu marido e eu estávamos nos divertindo, na  companhia do CJ, rindo da esperteza do pequeno, de como ele aprende  fácil a fazer brincadeiras como “sumiu/achou”  e “empurrar a cesta de  brinquedos pela sala” nos provocando para brincar quando, por algum momento, sente-se menos do que o “centro das atenções” da casa e, por isso, decide que uma atitude deve ser tomada. Ah, esse meninão. 

CJ na Lagoa com papai JuDeitado, dormindo, no colinho quando acalentado, ele nos parece o mesmo bebê que tiramos da maternidade 11 meses atrás. Mas, acordado, ativo brincando e sempre com um sorriso estampado no rosto, ele já se mostra um garotão. Grande, com 78 cm e pesando pouco mais de 10 quilos, ele realmente parece um gurizão, forte, alegre, é uma satisfação vê-lo crescendo, se desenvolvendo, feliz.

Aliás, é maravilhoso poder acompanhar isso e ainda saber que essa pessoinha maravilhosa é parte da gente, um pedaço da nossa vida.

Deus abeçôe. Filhotinho, feliz miversário de 11 meses! Beijos da mamãe.

Obs: nas fotos, ele com o papai e a mamãe na Urca, semana passada. E mais abaixo, com o papai na visita à arvore da Lagoa, também semana passada, brincando de morder o pé como passatempo enquanto os adultos admiravam a árvore.

18
dez
08

A apoteose de Madonna

Fãs da popstar Madonna surpreenderam não só a artista, mas uns aos outros, mobilizando-se de  distâncias incalculáveis Brasil afora, cometendo loucuras, provocando risos e comoção entre  perfomances da cantora e sacrifícios variados (como dormir acampados em barracas nas calçadas do  Maracanã) para estar o mais próximo possível, acompanhando o primeiro show de Madonna no Brasil desde 1993 e, por que não, para muitos fãs, acompanhando ambos os shows da turnê Sticky & Sweet realizados neste domingo e segunda-feira passados, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

Fãs de diferentes idades, origem geográfica, formação, interesses e posição social enfrentaram igualmente a chuva fina que cai incessantemente no Rio de Janeiro, desde sábado e, junto a ela o friozinho desconfortável de pés e roupas molhadas e isso não tirou a alegria e o entusiasmo de quem esperava “ver” e sentir a vibração da Diva do Pop há mais de uma década.

madonna-beija-na-boca 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Na apresentação para 70 mil pessoas, no    domingo, que iniciou pontualmente às 20h e  teve direito a tombo da estrela no cantinho do  palco enquanto cantava “She’s not me” e beijo na  boca, quem lotou o Maracanã pôde ouvir  algumas das mais famosas músicas e curtir em  polvorosa os novos sucessos da cantora.

 Madonna on you tube

 “O show começa com uma animação de  doces em 3D (o nome “Sticky & sweet” é  uma referência a um pirulito, doce e  grudento) e duas faixas do disco novo,  “Candy shop” e “Beat goes on”. Madonna  surge em um trono, desce para o palco e  pega carona em um Rolls Royce que  desliza para um palco menor, no meio da pista. Megaprodução para deixar qualquer um de boca aberta pela primeira de muitas vezes ao longo das duas horas de espetáculo.

“Into the groove” e “Borderline”, ambas do início da carreira de Madonna, e “Music”, mais recente, são os destaques. “Spanish lesson”, na seqüência, inicia a homenagem de Madonna aos ritmos hispânicos. Um dançarino de flamenco rouba a cena. “Miles away” e “La isla bonita” contam com um grupo de música cigana. 

Os telões, espalhados pelo fundo do palco e em cima do palco central, não param, com homenagens a Barack Obama, mensagens de paz, videoclipes de todas as fases da cantora e as participações virtuais de Kanye West, Pharrell Williams e Britney Spears. 

Timbaland e Justin Timberlake também aparecem, na abertura do último bloco, o mais empolgante da turnê que começou em agosto, no País de Gales e chegou, em Buenos Aires, a 53 apresentações. “Like a prayer”, “Ray of light”, “Hung up” e “Give it to me” são a quadra matadora que precede o fim súbito, avisado pelo Game Over estampado no telão”. (descrição G1)

 

Já na apresentação de segunda-feira, apesar do atraso de 1h40, Madonna não decepcionou, agitou e fez dançar os mais de 50 mil fãs que a prestigiaram e mais, encerrou a noite homenageando o país que sempre a recebe de modo tão caloroso, vestindo a camisa da Seleção Brasileira de Futebol ao som de “Give it to me”… desta vez democrática ao contrário da última passagem pelo país quando usou a camisa do Flamengo, fazendo a alegria de uns e a inveja de outros. 

016142536-tnh00

A presença em massa do público gay foi ponto marcante de ambas as apresentações, assim como o clima de nostalgia entre aqueles que levaram seus filhos ao show e relembram tempos de adolescência e juventude embaladas pelos hits mais famosos de Madonna. Outro ponto marcante foi o vigor físico e boa forma da cantora, que obviamente se deve a muito exercício físico, condicionamento e disciplina alimentar, mas que parece para ela ser assim, fácil de se manter… Madonna é exuberante, definitivamente e mesmo não sendo um rosto angelical de traços delicados, bate muitas outras celebridades justamente pelo vigor e por ostentar este corpão aos 50 anos de idade.

016142501-tnh00 Madonna, apesar do excesso de seguranças e zêlo, comprovados pela pequena aparição para fãs nas  janelas do Hotel Copacabana Palace e nenhum atendimento à imprensa, fez a festa de alguns Vips no  Rio de Janeiro, após o show desta segunda-feira, quando participou de noitada organizada por sua  equipe, na boate do Hotel Fasano, na praia de Ipanema, zona sul do Rio. Entre os Vips: o ex-ministro Gilberto Gil e sua senhora Flora Gil, Ronaldo Corinthiano Fenômeno e sua grávida Bia Antony, os galãs Rodrigo Santoro, Reinaldo Gianechini, Bruno Gagliasso e os globais apresentadores de TV Angélica e Luciano Huck.

Dizem que, nesta pequena aparição publica na cidade, Madonna provou que curte mesmo uma pista de dança, foi atenciosa com seus fãs/nossas celebridades e permaneceu mais de 3h no local, saindo menos discreta do que entrou. Talvez agora, em vistas d descanso possível para os próximos três dias antes das apresentações em São Paulo, Madonna esteja começando a relaxar em ares brasileiros.

18
dez
08

Que vergonha, povo catarinense! Quem diria…

Quem poderia esperar tamanha mesquinhez, tamanha leviandade e aproveitamento?!

Será que os poucos cidadãos catarinenses que andam abusando da solidariedade de tantos brasileiros e por consequencia, sujando o nome de seus conterrâneos, ao roubar os ítens de doação destinados às vítimas das chuvas e enchentes de SC, no Vale do Itajaí, tem noção das proporções de suas atitudes? Por causa desses pequenos furtos, sim, porque eles são ladrões mesmo e da pior espécie, já que roubam dos pobres, dos necessitados, dos que estão clamando por solidariedade porque tudo perderam nas enchentes das últimas semanas… por causa dessa gente, certamente muitas pessoas vão generelizar e deixar de ajudar. Eu mesma, que enviei dinheiro, pequenos móveis, roupas e calçados, não tenho mais vontade de colaborar. Triste, não?!

Que vergonha! Maior que o desgosto em ver as imagens transmitidas ontem, por reportagens do Jornal Nacional, da Rede Globo, quando “supostos voluntários” ajudavam a separar e recolher para si os donativos em galpões de SC, foi pensar que há muita gente igual a estes pequenos de coração e espírito flagrados pela emissora e nós, brasileiros solidários, nem imaginávamos!

Reportagem do JN sobre furto de donativos em SC
 
Por conta desse vexame nacional que deveria ocasionar prisões, processos civis e outras punições severas para servir como exemplo, o Governo de Santa Catarina incia hoje um novo sistema de distribuição das doações enviadas até agora.

Vamos acompanhar e ver se as novas medidas surtirão efeito!

12
dez
08

Famílias Despedaçadas

Me recordo que logo que mudei para o Rio de Janeiro, em 2006, comecei a perceber como era (é ainda) frequente o número de pais e mães que, através da imprensa, se fazem ouvir, clamando por justiça e solidariedade sempre que o tema é a morte de seus filhos. Nunca antes eu tinha me deparado com tantos números de mortes por balas perdidas, ações equivocadas das polícias (civil e militar), por acidentes domésticos, violência urbana e afins. Nunca tinha me dado conta da quantidade de crianças que morrem diariamente. Por razões profissionais e por consciência social de cidadã sabia e me mantinha atenta aos índices de violência doméstica, sem morte, ainda que horríveis tanto quanto…

E agora, especialmente depois da maternidade, me choco ao constatar que a vida hoje não é mais valorizada, muito menos priorizada, ao contrário, tem sido banalizada de tal forma, em atividades sociais, no cinema, às vezes na teledramaturgia e sempre nos conflitos sociais entre “bandidos” e “mocinhos” que me pergunto aonde vamos parar?

015034866-fmmp00

Quando o menino João Hélio veio a óbito depois da história horrível e trágica que o envolveu junto com mãe e irmã, tive certeza que a cidade do Rio de Janeiro era inapropriada para se ter filhos.  Pode ser… quem sabe?! O fato é que, independente das condições que motivaram essa tragédia, muitas famílias já tinham e outras estão tendo suas crianças (como eu) e só o que pedem é segurança,  paz, qualidade de vida e justiça a quem perdeu os seus. No caso do João Hélio, como narrei num post aqui mesmo, a perplexidade da sociedade foi maior pela crueldade com que os assaltantes abordaram a família e levaram o carro com o pequeno junto. Há 5 meses atrás, no entanto, com a mesma perplexidade, nossa sociedade voltou a se indagar sobre onde estamos vivendo, quando a família do pequeno João Roberto,  morto após o carro da família ter sido alvejado por tiros que partiram da polícia, foi vítima de quem deveria nos proteger e  faz o oposto.

Ontem, mesmo sendo uma desconhecida qualquer que acompanha este segundo caso que mencionei, fiquei triste de verdade por saber da sentença da justiça no processo/julgamento de acusação da família de João Roberto contra um dos policiais (são 2, o outro ainda aguarda julgamento) envolvidos no crime.  

Os pais e o irmão caçula, testemunha e vítima do crime assim como a mãe, perderam um filho/irmão, assassinado pela Polícia do Rio de Janeiro, ainda que essa não fosse a intenção dos  PM’s envolvidos.

O Cabo William de Paula foi absolvido por 4 votos a 3. 
Ele foi condenado a um ano de prestação de serviços por lesão corporal.

Os pais do menino clamam por mais seriedade na condução de processos como este e em especial, no trabalho dos jurados, cidadãos comuns chamados a participar da avaliação das provas e decisão sobre o resultado final. No programa da Ana Maria Braga, hoje cedo, contaram mais sobre o julgamento e novamente expuseram a dor, o sofrimento e a revolta com que se deram o julgamento e a sentença branda.

A nós, resta refletir: se um caso de assassinato como este não recebe a justiça adequada e esperada, com imagens de tv servindo de provas, o que podem esperar e devem sentir os pais de crianças mortas – diariamente – por balas perdidas de tiros disparados entre polícia e bandidos, nas ruas e morros da cidade maravilhosa?

As FAMÍLIAS FICAM DESPEDAÇADAS e se vêem obrigadas a reaprender a viver sem aquela pessoinha… Há coisa mais injusta?

11
dez
08

Mais sobre os blogueiros no Caminho das Índias

 

grupo-de-blogueiros-com-ju-paes1

Como relatei no primeiro post sobre o encontro, foi algo especial ter tido a chance de conhecer tanta gente boa, diferente e ainda ser testemunha desse momento ímpar na história da teledramartugia brasileira, quando a autora sempre inovadora, Glória Perez, traz para uma nova realidade, uma nova forma de comunicação e relacionamento, o tema blogueiros, blogs, blogosfera.

Excelente!

O que mais está sendo dito sobre esse encontro? Você pode acessar e conhecer mais detalhes em:

  1. Juliana Paes grava primeiras cenas brasileiras de Caminho das Índias, no Portal M de Mulher, da Abril. Esse com direito a galeria de fotos da Renata Deos.
  2. Diário de Bordo #BitesGlobo em post mais atualizado de Sam Shiraishi, no blog  A vida como a vida quer.
  3. Relato do Encontro com blogueiros, traduzindo a impressão da equipe da autora Glória Perez, por Giovana Manfredi, direto do blog oficial da Novela Caminho das Índias.
  4. Cobertura oficial no Blog Poltrona.
  5. Encontro de blogueiros na Globo, por Wagner Fontoura, direto do Boombust.
  6. Café com Glória – visita de blogueiros ao Projac, por Cyn Cardoso, direto do seu Blog Silent Devotion.
  7. Café com Gloria: a blogosfera brasileira na TV, escrito por Veridiana Serpa, no Blog 30 & Alguns.

tiffany-ju-paes-e-sam-foto-do-blogdati1

Fotos, fotos, fotos!!! Para quem quiser ver mais sobre esse encontro, acompanhar nossas caras e bocas de “deslumbramento” – ou seria encantamento – com a visita a Central Globo de Produção, estúdios e galpões onde a coisa toda funciona, atentos aos links:

  1. Flickr Veridiana Serpa
  2. Flickr do grupo Café.com Gloria – Bites
  3. Flickr Galeria aqui do Blog da Ti

Ah, importante, créditos aos participantes (com fonte na Bites):

Participaram desse encontro: Alexandre InagakiAna Cláudia BessaAntonio TabetCaio NovaesCynthia CardosoDeive PazosEdney Souza;Felipe Neto;Fernanda Furquin;Guilherme ValadaresGuilherme ZaidenHelton Kuhnen;Juliano SpyerLiliane FerrariLuiz JeronimoLuiz YassudaLuiza GomesMarina Santa HelenaManoel FernandesMax ReinertRachel JuraskiRafael Ziggy;Renata Deos;Rene de Paula Jr.Ricardo Ca’BiancaRodrigo FernandesRosana Hermann,Samantha ShiraishiSilvio Tanaka;Thiago BorbollaTiago Dória;Tiffany Stica;Urso Branco;Wagner Fontoura ; Zeni Bastos e Veriana Serpa;




setembro 2016
S T Q Q S S D
« dez    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

mais acessados

  • Nenhum

Creative Commons

Creative Commons License
Blog da Ti by Tiffany is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at blogdati.wordpress.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at https://blogdati.wordpress.com/.

Flickr Photos

Setembro 2011 032

Setembro 2011 031

Setembro 2011 028

Setembro 2011 026

2º botão abrindo

2º botão, orquídea branca

Setembro 2011 051

Setembro 2011 045

Setembro 2011 043

Setembro 2011 042

Mais fotos